Produtores de queijo não usam capa, mas são heróis!

23-08-2019 12:42:00 - Por: Osvaldo Martins de Barros Filho. Foto: Sô Marcio, Produtor parceiro da Queijo d’Alagoa-MG

A labuta no campo não é fácil, a permanência na roça é desafiadora e a sobrevivência na zona rural exige cada vez mais habilidades.

Você que é da cidade grande, não importa quantos metros quadrados tenha o seu apertamento (sim, apertamento), RESPEITE O HOMEM DO CAMPO.

Parece clichê aquelas mensagens de que você precisa de um advogado, de vez em quando; de um médico, periodicamente; mas precisa do homem do campo pelo menos 3 vezes ao dia: no café da manhã, no almoço e na janta! Todavia esta mensagem é pura verdade.

A labuta no campo não é fácil, a permanência na roça é desafiadora e a sobrevivência na zona rural exige cada vez mais habilidades. É um ato de resistência viver na roça!

Integro a Comissão Técnica do Queijo Artesanal na FAEMG, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais, e estamos discutindo a minuta do Decreto de Regulamentação da Lei Estadual 23.157/2018, que dispõe sobre o Queijo Artesanal Mineiro.

Segundo o decreto proposto, pra fazer Queijo Artesanal em Minas Gerais é necessário ter o seguinte: 1 Curral de Espera; 2 Sala de Ordenha e 3 Boas Práticas Agropecuárias na produção do leite. A Queijaria deve ter:

I – Recepção; II – Sala de Fabricação; III – Local de maturação (se necessário); IV – Área para Embalagem; V – Área para Estocagem; VI – Área de Expedição; VII – Almoxarifado; VIII – Vestiário / Sanitário.

Ao todo são necessárias as seguintes Análises Laboratoriais: 1 - do Leite (se o leite for da Propriedade: trimestral, se de Origem Determinada: mensal); 2 - Mastite Clínica em todos animais em lactação (diária); 3 - Mastite Subclínica (semanal); 4 - Água (semestral) e 5 - Brucelose e Tuberculose (anual). Bem como vacinações (brucelose, aftosa e raiva) e que os funcionários façam exame de saúde anualmente. Devem ser realizados 07 controles: de parasitas, administração de medicamentos, de insetos, roedores e pragas, de Cloro na água (diário), cadastro do rebanho no IMA (manter atualizado), Higienização dos Reservatórios de Água (semestral) e relatório mensal de produção e comercialização.

A água deve ser segura para consumo humano: potável, canalizada da fonte até o reservatório (protegida de contaminação), filtrada e clorada antes de chegar no reservatório.

Pra ter o Selo Arte a queijaria precisa estar registrada. Para o registro da queijaria são necessários vencer as 14 etapas seguintes trianualmente:

1 – Requerimento;
2 – CNPJ ou Inscrição de Produtor Rural;
3 – Cópia do Registro do Imóvel Rural ou do Contrato;
4 – Memorial Descritivo;
5 – Atestado de Saúde dos manipuladores;
6 – Certificado Livre de Tuberculose/Brucelose;
7 – Certificado de Conclusão Curso de Boas Práticas;
8 – POP’s
9 – Planilhas de Rastreabilidade dos Produtos
10 – Resultado das análises da água;
11 – Planta Baixa do curral, sala de ordenha e queijaria, bem como dos equipamentos, pontos de água e rede de esgoto;
12 – Planta de Situação/localização das construções à volta da queijaria (se houver);
13 – Formulário e Layout dos Rótulos;
14 – Análises físico-químicas e microbiológicas do produto.

Conseguindo atender todas estas exigências, passa-se a contar com a fiscalização/inspeção, que poderá acontecer qualquer dia e em qualquer horário, lembrando que a Autorização Ambiental e Licença Municipal deverá ficar à disposição da inspeção (para conseguir esta autorização ambiental são necessários outra penca de documentos).

O produtor de queijos que conseguir sair da clandestinidade e atender todas estas exigências merece ganhar uma capa e muitos aplausos: é UM HERÓI! Lembre-se disso da próxima vez que comer um queijo artesanal.

* Osvaldo Martins de Barros Filho é de Alagoa/MG, empreendedor mineiro na Queijo d’Alagoa-MG, pioneiro na venda de queijo pela internet, bacharel em Direito, palestrante, Secretário da Comissão do Queijo Artesanal da ABRALEITE e mebro da Comissão Técnica do Queijo Artesanal na FAEMG; escreve ao GUIALAT e ao Portal do Queijo mensalmente.